12
Jun

A felicidade não diminui por ser dividida

por Gabi

Eu já namorei muito nessa vida. Eu gosto de namorar. Na verdade, eu sou o tipo de pessoa que não gosta de estar sozinha de maneira geral, não só no aspecto de namoro: ter amigos por perto é importante pra caramba. Eu gosto de morar perto da familia, de cuidar dos amigos doentes, de poder ligar pra alguem quando quero conversar… no período que morei sozinha, chegava em casa e conversava com os gatos porque a sensação de não ter ninguem por perto é horrorosa. Não sei se isso é porque sou filha única, mas a idéia de ficar só me assusta demais. O que não significa que eu namore com qualquer um só pra não ficar sozinha, pelamordedeus. Acho que eu só me permito gostar das pessoas mesmo depois de quebrar a cara, levar pé na bunda, perder amigos por bobagem, essas coisas. Eu deixo a porta aberta porque acho que no mundo lá fora tem um monte de gente legal que pode estar por perto.

Mas voltando: eu adoro namorar. E gosto de namorar sério, de acordar junto, ir ao cinema de mão dada, abraçar na rua, essas coisas. Acho que por isso que mesmo depois de casar eu ainda namoro bastante, só que sempre com o mesmo cara. A gente almoça junto na mesa no fim de semana, vamos ao cinema, saímos pra jantar, trocamos presentes de dia dos namorados. Por exemplo, esse ano ele ganhou uma camisa quentinha e fofinha, de flanela, e uma mochila nova porque a que ele não tira das costas tava podre. E o meu presente ainda não chegou, mas eu já sei o que é e adorei.

Clica pra ver grandão porque a ilustração em si é linda, mas a frase é a seguinte:

Milhares de velas podem ser acesas a partir de uma única vela, e a vida dessa vela não será reduzida. A felicidade nunca diminui por ser compartilhada. 

É um quadro grande com essa ilustração, e com essa frase que eu acho tão linda. Porque namorar, casar ou ter amigos é isso: dividir a felicidade. Estar perto das pessoas tem a ver com amá-las de alguma maneira, e amar é ser feliz. Então aproveitem o dia de hoje e amem alguém. Vai ser legal pra todo mundo.

3 Responses to “A felicidade não diminui por ser dividida”

  1. Fê Ruça says:

    Também tenho medo da solidão. De verdade.
    E eu, que vivo chorando em propagandas de margarina, obviamente, me emocionei bastante.
    <3

  2. Del says:

    Que presente mais lindo! Gosto de coisas assim, simples mas com grandes significados. Algo que vai além do presente.

    Namoro há sete anos e não sei se posso dizer que isso já é grande coisa pra opinar sobre o compartilhamento de felicidade, mas posso afirmar que é a melhor coisa do mundo poder me dividir em duas e sentir as melhores sensações em dobro com meu namorado :)

  3. venenoso says:

    fazia tempo q nao vinha aqui…e é delicioso encontrar textos como este. Nao vivo sem amigos. Namorados…bem, esses tao dificeis de encontrar. Mas adorei a ideia de compartilhar. essa é uma otima reflexao, super oportuna pro momento que vivo agora. saudades, linda! bjo

Leave a Reply